Startup busca ou leva carro na sua casa para você comprar ou vendê-lo 1

Startup busca ou leva carro na sua casa para você comprar ou vendê-lo

Amanda Araújo

Geralmente, o processo de compra e venda de um carro usado não é nada prático e muito menos rápido. Se você já passou por essa situação sabe muito bem que é necessário marcar visitas, analisar o valor, negociar, entre vários outros processos que acabam tomando bastante tempo. 

Pensando em tudo isso e com o objetivo de simplificar cada vez mais a vida das pessoas, Diego Fischer, ex-presidente da startup InstaCarro – empresa que permitia a venda rápida de um carro para uma concessionária – criou a Carupi

No geral, a Carupi é uma startup que visa unir os vendedores e os compradores durante uma negociação de forma mais prática e rápida.

Dessa forma, quem deseja vender um carro deve realizar um cadastro com todas os dados do veículo dentro da próprio plataforma da Carupi – disponível também em um aplicativo.

Feito isso, os funcionários da startup são os responsáveis pelos próximos passos: um especialista em vendas busca entender os interesses do vendedor, dar recomendações a respeito do preço, e um fotógrafo vai onde o carro está para tirar algumas fotos do veículo. 

Então, a partir do momento em que alguém demonstra interesse pelo carro, a Carupi se responsabiliza também por enviar um motorista para pegar o veículo na casa do vendedor e levá-lo até o comprador para que ele possa realizar um test drive gratuito. 

Se no final de tudo o negócio for realmente fechado, todos os processos legais, como vistoria e transferência, também são feitos pela startup. Depois, ela recebe o valor e repassa ao antigo dono do carro, pegando uma comissão por ter ajudado durante toda a negociação. 

De acordo com Diego Fischer, essa comissão varia para cada caso, entretanto a média fica por volta de R$ 3 mil por veículo

A Carupi até agora já recebeu um investimento muito importante de US$ 150 mil da Y Combinator, uma aceleradora da Califórnia que já fez aportes em empresas como Rappi, Dropbox e Airbnb. 

Assim que conseguir mais investimentos, a expectativa é que a startup expanda para outras cidades, já que hoje está presente somente na Grande São Paulo.

Deixe um comentário