Manter a inovação viva dentro da empresa é o sucesso contra a crise 1

Manter a inovação viva dentro da empresa é o sucesso contra a crise

De acordo com um estudo realizado pela Inventta, a inovação é um dos melhores caminhos para diminuir ao máximos os danos e os riscos trazidos por conta da pandemia do COVID-19. 

Para comprovar isso, a empresa contou com a ajuda de 80 negócios que foram divididos em três grupos diferentes:

  • 54% pertenciam a segmentos que tiveram queda na demanda;
  • 28% pertenciam a segmentos que não registraram mudanças;
  • 18% pertenciam a segmentos que aumentaram a demanda na crise. 

A partir disso, as empresas explicaram quais foram os maiores desafios que elas precisaram enfrentar durante algum período de crise. Então, a Inventta separou os resultados entre os de incerteza relativa à crise e os logísticos. 

Para se ter uma ideia, o desafio mais citado pelos negócios que pertenciam a segmentos com queda na demanda foi a pressão por reduzir os investimentos em inovação e colocar o enfoque principal em outras áreas a curto prazo. 

Já para as empresas que registraram um aumento na demanda, o principal desafio foi a mudança repentina da forma e do local de trabalho

Com os resultados, o COO da Inventta, Vinícius Scarpa chegou a algumas conclusões importantes. Uma delas foi que grande parte das organizações consideram que em momentos complicados é necessário proteger o caixa. Assim, os times de inovação ficam pressionados a fazer mais com menos. 

Segundo ele, portanto, as crises geralmente colocam os negócios na defensiva. No entanto, Scarpa deixa claro que há duas maneiras distintas de agir a fim de manter a inovação viva dentro de uma empresa mesmo em momentos mais complicados – e esse é o grande diferencial daquelas que registram um aumento na demanda nas crises. 

A primeira forma é aquela mais defensiva, onde o negócio foca no curto prazo e posterga os investimentos. A segunda, por sua vez, é mais ofensiva, aproveitando a oportunidade para expandir a empresa. 

Independente da escolhida, o importante é não deixar a inovação de lado, porque ela realmente faz a diferença, ainda mais em épocas mais complicadas, como é o caso da crise gerada pelo novo coronavírus.

Deixe um comentário