Mais de 500 extensões do Chrome são proibidas pelo Google 1

Mais de 500 extensões do Chrome são proibidas pelo Google

Recentemente, mais de 500 extensões da Chrome Web Store foram banidas pelo Google por estarem inserindo anúncios maliciosos nas guias de navegação dos usuários – mais de 2 milhões de pessoas tinha já tinham instalado pelo menos uma vez alguma dessas extensões. 

Em linhas gerais, essa descoberta foi possível depois de dois meses de investigação graças à Jamila Kaya, pesquisadora de segurança independente. 

Durante esse tempo, a pesquisadora notou que algumas extensões estavam infectando os navegadores dos usuários e decidiu se unir à equipe de segurança Duo, da Cisco, e utilizar a ferramenta CRXcavator com o intuito de descobrir quais delas estavam realmente usando publicidade a fim de direcionar as pessoas para determinados sites. 

Então, foi possível perceber que em alguns casos os usuários eram encaminhados para sites legítimos, porém com um link afiliado para que as extensões conseguissem o crédito pela visita ao site.

Por sua vez, em outras situações as pessoas foram redirecionadas para páginas que infectaram o navegador com malware. 

Ao fazer isso, eles compartilharam essas preocupações com o Google, que após algumas análises excluiu essas extensões de sua loja, além de outras que descobriu problemas através de uma investigação investigação. 

Os usuários que possuírem algumas dessas mais de 500 extensões instaladas em seu navegador não precisam se preocupar. Isso porque a partir do momento em que elas foram excluídas pelo Google, não será mais possível abri-las. 

Ao tentar fazer isso, um pop-up aparecerá notificando que determinada extensão foi desativada e marcada como maliciosa. Sendo assim, basta não reativá-la e exclui-la do seu navegador para evitar problemas no futuro. 

Se for do seu interesse, veja aqui a lista de todas as extensões que foram desativadas.

Deixe um comentário