Facebook investe em óculos de realidade aumentada comandado pelo cérebro 1

Facebook investe em óculos de realidade aumentada comandado pelo cérebro

Amanda Araújo

O Facebook pretende patentear para o futuro um projeto de óculos de realidade aumentada comandado pelo cérebro. A empresa, por meio disso, espera que um dia seja possível se comunicar com pessoas de diversos lugares do mundo sem precisar digitar ou falar em voz alta para algum dispositivo. 

Parece até algo fora da realidade, entretanto é exatamente isso que um projeto comandado pelo diretor de interface cérebro-computador do Facebook, Mark Chevillet, está pesquisando junto com outras pessoas. 

O principal objetivo é que a interface de computação cerebral evolua ainda mais. Nos dias de hoje, por exemplo, alguns dispositivos, como é o caso dos braços mecânicos, já são capazes de atender comandos vindos do cérebro. Entretanto, essa situação é bastante invasiva uma vez que requer a implementação de eletrodos no cérebro.

Sendo assim, o Facebook quer desenvolver um óculos de realidade aumentada que obedeça os comandos do cérebro, sem que seja necessário esse processo invasivo de implementação de eletrodos. 

Em um primeiro momento, essa nova tecnologia está sendo pensada para pessoas com deficiências cerebrais. Isso porque, por meio dela, seria possível decodificar os pensamentos dessas pessoas e criar discursos.

Todavia, assim que a tecnologia for desenvolvida, a tendência é que ela mude significativamente a comunicação entre as pessoas.

Deixe um comentário