Dezenas de estados dos EUA começam investigação contra Google 1

Dezenas de estados dos EUA começam investigação contra Google

Na última segunda-feira (9), por volta de 50 procuradores-gerais de estados americanos deram início a uma grande investigação antitruste contra o Google, tudo com o objetivo de analisar se as práticas de publicidade digital da empresa estão ou não violando a lei de concorrências em vigor nos Estados Unidos. 

Liderados por Ken Paxton, procurador-geral do Texas, o grupo anunciou o começo da investigação na escadaria da Suprema Corte, localizada em Washington, ressaltando que a principal suspeita é que o Google está privilegiando produtos da própria empresa no que diz respeito a anúncios, enquanto aumenta os custos para outros anunciantes.

Durante o anúncio, Ken Paxton afirmou que eles também investigarão se os usuários estão recebendo de fato as melhores informações durante uma determinada pesquisa no mecanismo de buscas.

Segundo ele, o Google é uma companhia que domina todos os aspectos da busca na internet e da publicidade, por isso é muito importante investigar. 

Apenas não participam da investigação antitruste contra o google os estados de Alabama e da Califórnia. Todos os outros 48 estão dentro do processo. 

Essa não é a primeira investigação antitruste aberta contra o Google, muito pelo contrário. Existe também uma do Departamento de Justiça e outra dos reguladores internacionais. 

Por conta delas, as ações da controladora da empresa, conhecida como Alphabet, então caindo. Somente após o anúncio dos procuradores-gerais, houve uma queda de 1% em Nova York. 

Na última sexta-feira (6), o Google ressaltou que estava cooperando com o Departamento de Justiça e com os demais órgãos reguladores federais. Todavia, após o anúncio da investigação dos procuradores dos EUA, a empresa não declarou mais nada.

Deixe um comentário