Banco de talentos: Encontre bons profissionais 1

Banco de talentos: Encontre bons profissionais

Amanda Araújo

Sua empresa ainda não conta com um banco de talentos? Então que tal você, como um gestor, começar a apostar nessa estratégia? Como esse instrumento é capaz de otimizar o processo de seleção e recrutamento de qualquer negócio, ele pode realmente ser uma excelente escolha para melhorar os resultados da sua empresa. 

Pode-se dizer que o banco de talentos é uma maneira de captar cada vez mais profissionais qualificados, aprimorar o capital humano e, além disso, acelerar a contratação e o preenchimento de vagas – que pode ser algo bastante burocrático. 

Como consequência de tudo isso, melhora-se a performance dos funcionários, a qualidade dos produtos e dos serviços, assim como a produtividade. Ou seja, a criação de um banco de dados como esse só tratá benefícios para o negócio.

Então, por que não criar um o quanto antes? Veja mais sobre o assunto ao longo deste artigo e confira 4 dicas importantes de como criar esse instrumento do jeito certo para a sua empresa. 

Afinal, o que é um banco de talentos?

De forma simplificada, um banco de talentos nada mais é do que uma estratégia de recursos humanos com objetivo principal de atrair e, por consequência, reter os melhores funcionários, os melhores talentos, para a empresa. 

Na prática, é no banco de dados que constam as informações de pessoas que já participaram alguma vez de processos seletivos, de funcionários que já trabalham na empresa e outros perfis de talentos que são, ou serão, procurados pela própria área de recursos humanos. 

Essas informações do banco de dados são: dados pessoais, experiência profissional, formação acadêmica, qual função exerce ou para qual cargo demonstrou interesse em alguma candidatura, entre outras. 

Resumidamente, são aqueles dados relevantes para que, quando uma vaga surja, seja possível avaliar os perfis e entrar em contato para agendar uma entrevista, caso haja interesse por ambas as partes. 

Com o avanço cada vez maior da tecnologia, é muito mais eficaz ter um banco de dados online do que um banco físico com inúmeros currículos e precisar analisar um por um com as próprias mãos.

Se preferir, é possível até mesmo montar uma tabela com essas informações e acrescentar o portfólio online do candidato e o seu perfil no LinkedIn, por exemplo. 

Dessa forma, tudo fica bem mais fácil na hora de realizar uma pesquisa. Já imaginou abrir uma vaga na empresa, onde você é gestor, e a área de RH precisar ficar sempre realizando processos de seleção e analisando novos currículos? Isso pode tomar muito tempo, além de não ser tão eficaz quanto um banco de talentos.

Para se ter uma ideia, um banco como esses pode ser útil nas seguintes situações: transferência e contratação de profissionais, promoções dentro da empresa, processos de seleção e de recrutamento e criação de novas áreas de trabalho. 

Por que ter um banco de talentos é importante?

Apesar desse assunto já ter sido bastante abordado, é de fundamental importância ressaltar novamente alguns pontos. Para começar, um banco de talentos ajuda a aumentar a assertividade da seleção e reduzir os custos da empresa com esse processo

Como a equipe responsável já terá acesso a uma lista de candidatos interessados na vaga, não será necessário investir em anúncios para disseminá-la.

Além disso, as chances de conseguir um funcionário adequado para o trabalho e de forma mais rápida serão muito maiores também. 

Em suma, tudo isso significa que um banco de talentos é capaz de otimizar os processos de seleção e de recrutamento de forma mais eficaz. Como já mencionado antes, é possível até mesmo colocar os funcionários que já trabalham – ou trabalharam – na empresa dentro do banco de talentos. 

Dicas de como criar um banco de talentos

Confira abaixo 4 dicas importantes de como criar uma banco de talentos dentro do negócio.

1. Invista em algo digital

Como já falamos, armazenar todos os dados de um banco de talentos de forma digital torna tudo mais prático e simples. É claro que para isso é preciso investir em um bom software.

Por meio dele, por exemplo, é possível manter as informações seguras, reunidas em um só sistema, além de poder acessá-las facilmente quando necessário. 

Acrescentar novos nomes também acaba se tornando algo mais prático. O armazenamento na nuvem, nesse caso, pode ser um grande aliado dos negócios. 

2. Coloque apenas os melhores candidatos

O nome “banco de talentos” não é à toa, certo? Tendo isso em vista, é necessário inserir as informações apenas de profissionais que possuam os melhores perfis e que realmente se enquadrem com aquilo que a empresa busca.

De nada irá adiantar lotar a lista com todas as pessoas possíveis. Isso, na verdade, só atrapalhará.

Apesar disso, também é preciso diversificar as áreas de atuação, ou seja, colocar diferentes tipos de profissionais. Afinal de contas, a empresa possui mais de um setor.

3. Atualize as informações

Outra dica importante é manter sempre as informações dos perfis do banco de talentos atualizadas. Isso aumenta ainda mais a chance de contratar as pessoas certas.

Portanto, sempre que tiver um tempo a equipe precisa analisar esse banco de dados e procurar por algumas pessoas para ver se elas devem continuar lá ou se é hora de tirar. 

4. Aposte no employer branding

Para finalizar, aqui vai a dica mais importante: investir no employer branding. Para quem não sabe, o employer branding é uma estratégia com o objetivo de permitir que os talentos sejam atraídos para a sua empresa, ou seja, você não precisa correr atrás deles. 

Mostrar a satisfação dos colaboradores em trabalhar na empresa é uma forma de fazer com que ela seja bem vista no mercado e acabe atraindo cada vez mais pessoas interessadas em fazer parte do time.

Sendo assim, a dica aqui é criar uma estratégia com ações que promovam satisfação, engajamento e reconhecimento entre os funcionários do negócio. 

Ao colocar todas essas dicas em prática, com certeza você, como um excelente gestor, estará pronto para criar o banco de talentos e melhorar cada vez mais os resultados. 

Deixe um comentário