Anúncios causam queda no tráfego orgânico do Google 1

Anúncios causam queda no tráfego orgânico do Google

O relatório de Marketing Digital da Merkle para o segundo trimestre de 2019 mostra que as visitas de pesquisa orgânica do Google caíram 8% em relação ao mesmo período do ano anterior. O mesmo aconteceu com as visitas orgânicas do Yahoo e do Bing, que caíram 11% e 26%, respectivamente. 

Entretanto, mesmo com a falta de crescimento do Google em visitas de busca orgânica, o mecanismo ainda conseguiu ganhar 1% de participação nesse tipo de pesquisa no último trimestre. Ao mesmo tempo, o Bing perdeu exatamente 1% nesse quesito. 

O único mecanismo de pesquisa que forneceu um aumento das visitas orgânicas foi o DuckDuckGo – plataforma praticamente não acessada no Brasil. No total, foram 46% a mais de visitas no geral apenas no último trimestre. 

Apesar de todas essas quedas que foram analisadas pelo relatório, a busca orgânica foi responsável por 23% de todas as visitas aos sites publicados na internet no segundo trimestre de 2019. Todavia, esse valor é 2% menor quando comparado ao primeiro trimestre deste ano. 

As visitas de busca orgânica foram reduzidas em todos os dispositivos, inclusive nos smartphones, onde o crescimento o tráfego caiu de 13% no primeiro trimestre de 2019 para 5% no segundo trimestre do mesmo ano.

Os dados mostram que as visitas originadas de links patrocinados nos celulares podem estar reduzindo as visitas orgânicas. Os smartphones e tablets, por exemplo, geraram 59% das visitas de pesquisa orgânica no segundo trimestre de 2019, e 65% das visitas de pesquisa paga, um valor significativamente maior.

Ainda de acordo com o relatório da Merkle, essa foi a taxa de crescimento mais fraca para a busca orgânica por smartphones desde meados de 2016. Os dois maiores ganhadores de participação no segundo trimestre deste ano foram a pesquisa paga e as visitas diretas aos sites.

Deixe um comentário